16 de out de 2015

Astronomia desperta curiosidade de alunos alagoanos

Coordenador do Observatório Astronômico Genival Leite de Lima, no Cepa, é referência para estudantes da rede pública no estudo do cosmos


(Tribuna Hoje) Pesquisando os fenômenos do universo e observando os astros, o professor Adriano Aubert construiu sua trajetória pelos caminhos da Física e da Astronomia. Formado em Física pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), atualmente, ele coordena o Observatório Astronômico Genival Leite Lima (OAGLL), que funciona no complexo educacional do Cepa, no Farol, em Maceió.

O interesse pelas coisas do universo vem da infância. Desde criança, Adriano Aubert sente-se atraído por objetos voadores, cometas, missões espaciais, planetas distantes e outras galáxias. Olhar para o céu, em noite de estrelas e lua cheia, sempre foi o seu fascínio.

Aluno de escola pública desde o primário, Adriano diz que só saiu do Cepa quando passou no vestibular para fazer Física na Ufal, onde se especializou em Astronomia. Antes disso, estudou em várias escolas do complexo educacional.

Fez o primário da Escola Vitorino da Rocha, estudou o ginásio na Escola Silveira Camerino e o científico (atual Ensino Médio) na Escola Estadual Moreira e Silva. Professor concursado da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) desde 2001, Adriano é um dos grandes divulgadores da Astronomia nas escolas e universidades de Alagoas.

Faz de tudo para despertar o interesse dos alunos por essa área do conhecimento universal. É uma referência quando o assunto é o cosmo. O espaço, para ele, é um campo de trabalho.

À frente do Observatório Astronômico do Cepa, professor Adriano realiza eventos, cursos e exposições e, além disso, às terças, quintas e sábados, abre pontualmente o OAGLL para as sessões de observação.

Referência
Para a professora Célia Aroucha, coordenadora do projeto Horta Comunitária do Centro de Ciência e Tecnologia da Educação (Cecite), o professor Adriano Aubert é um entusiasta da ciência. “Ele se dedica tanto aos assuntos do universo que muitos alunos passaram a se interessar pela Astronomia depois que passaram pelos seus cursos e projetos”, observa.

Adriano se orgulha de ter incentivado muitos alunos, que passaram pelo Observatório do Cepa, a seguirem o caminho da Física, Astronomia e demais áreas do conhecimento científico. “É sempre motivo de muita satisfação ver um aluno nosso se dedicando aos estudos nestas áreas”, afirma o professor, físico e pesquisador.

Uma destas alunas foi Kizzy Resende. Adriano foi seu professor de Física na Escola Estadual Bom Conselho há dez anos e, ainda na escola, a garota se envolveu com projetos do professor.



Já na universidade, Kizzy o acompanhou como voluntária do OAGLL, participando de diversas atividades. Seu envolvimento com estas ações levaram Kizzy a ser aprovada, em 2013, no mestrado em Astronomia do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (IAG-USP), um dos mais renomados centros de pesquisa do país.

Atualmente planejando doutorado na área, Kizzy diz que a influência de Adriano foi um diferencial em sua vida profissional. "O professor Adriano foi uma peça-chave neste processo, pois, se não fosse ele, minha vida teria tomado uma direção diferente no âmbito profissional. Ele é um amigo e uma referência para mim”, destaca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente