1 de ago de 2015

5 filmes incríveis sobre a vida de grandes cientistas

Por que às vezes acontece de a mais fina ciência ser produzida por seres humanos notáveis, cujas vidas são verdadeiras histórias de cinema


(Galileu) Temáticas científicas inspiraram incontáveis filmes ao longo do século passado. Há décadas o público lota salas de cinema para assistir a produções do gênero. Mas apesar do interesse geral, um tipo específico de história tem sido bem menos explorado pelos produtores: são aquelas cujo foco é a própria vida de cientistas renomados. Além de terem contribuído significativamente para o avanço de nosso conhecimento sobre a realidade (o que por si só já é um feito heroico), algumas dessas pessoas viveram belíssimas histórias pessoais. Elas são cheias de momentos de superação, coragem, brilhantismo - qualidades dignas de compor as melhores narrativas cinematográficas. Prova disso são os excelentes dramas biográficos lançados no fim do ano passado sobre a vida do cosmólogo Stephen Hawking e do matemático Alan Turing.

As duas obras estão entre as mais indicadas por professores da Unesp em uma lista de filmes para saber mais de ciência e tecnologia. Separamos mais três indicações dos docentes de longas que contam a história de grandes cientistas do passado e do presente. Confira:

31 de jul de 2015

Teoria da conspiração…contra a nossa inteligência.



(Unidos pela Astronomia) Semana passada uma notícia correu solta nos veículos de comunicação científica: a de que um multimilionário russo, Yuri Milner, irá lançar o programa “Breakthrough Initiatives” (“Iniciativas inovadoras”), que destinará US$ 100 milhões durante a próxima década para a busca de vida inteligente fora de nosso planeta, tendo como “garoto propaganda” nada mais, nada menos do que o físico Stephen Hawking, entre outros físicos (como o Frank Drake – sim, ele mesmo, da famosa equação de Drake, Martin Rees, Pete Worden e Geoff Marcy e a escritora Ann Druyan, apenas para mencionar os nomes mais expressivos). A notícia pode ser lida aqui e aqui.

O céu do mês - Hemisférios Norte e Sul - Agosto de 2015



Observação astronômica em Aracaju/SE


Planetário promove observação do fenômeno da lua azul nesta sexta-feira

(Agência Pará) A última noite do mês de julho reserva um espetáculo no céu, que ocorre a cada dois anos e meio. É o fenômeno da lua azul. O satélite natural da terra fica com um brilho mais intenso, devido à proximidade do sol. Segundo alguns astrônomos, ela pode parecer azulada, caso o céu tenha grande quantidade de partículas suspensas, capazes de interferir na refração da luz.

A Universidade do Estado do Pará (Uepa), por meio do Centro de Ciências e Planetário, dará a oportunidade da comunidade olhar o fenômeno e os planetas do sistema solar bem de perto. Nesta sexta-feira, a partir das 18h até 22h, um telescópio será colocado na Praça do Cristo Redentor, em Castanhal. A equipe do Planetário estará no local para auxiliar na observação e ensinar sobre a lua azul. A atividade é gratuita.

O físico Victtor Takeshi, 22, enfatiza a importância dos pais levarem as crianças para a Praça. Para ele, os pequenos devem ser ensinados desde cedo sobre as particularidades do universo. “O céu é uma coisa encantadora. Levar um pouco de astronomia a criança ainda em desenvolvimento serve para que ela olhe para cima e saiba diferenciar e ver a importância e história desses pontinhos luminosos’’, destaca o físico.

Castanhal foi escolhida para sediar a atividade, devido o baixo nível de poluição do ar, que permite melhor visualização do universo. “Os interiores tem um céu bem mais limpo. Na capital tem trânsito, fumaça, poluição do ar, o que ofusca essa visibilidade’’, explica Victtor Takeshi. A observação só será cancelada se o tempo tiver nublado ou chuvoso, pois não haverá possibilidade de ver o fenômeno.

Workshop on Astrophysics and Relativity: Astro-GR 2015


Clique na imagem acima para maiores informações

MAST promove palestra sobre a Conquista Espacial

No ciclo de palestras deste sábado (01), será apresentada a história da conquista espacial, indo desde os primeiros foguetes até as sondas espaciais como a New Horizons. No fim de semana, haverá também planetário inflável, Observação do Céu e visita orientada pelo Museu.


No ciclo de palestras deste sábado, 01 de agosto, às 16 horas, no Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST), será apresentada a história da conquista espacial, indo desde seus primeiros foguetes até as sondas espaciais como a New Horizons. No fim de semana, 01 e 02 de agosto, os visitantes do MAST poderão participar ainda de sessões do planetário inflável, do Programa de Observação do Céu e da visita orientada pelo Museu. A entrada é gratuita!

Quem irá falar sobre a conquista espacial e o futuro da Astronomia será Marcelo Borges Fernandes, pesquisador do Observatório Nacional (ON). Passando pelos tempos da Guerra Fria até os dias de hoje, onde grandes colaborações permitem uma melhor compreensão do Cosmos, seja através de uma frota de pequenas sondas que vasculham o nosso sistema solar, ou de telescópios espaciais e na Terra, destacando inclusive o papel do Brasil nessa jornada. Por fim, serão discutidos os próximos passos da aventura humana no espaço.

No sábado, às 17h30, começa o Programa de Observação do Céu com a exibição de um vídeo sobre astronomia e a apresentação da palestra “O Céu do Mês”, na qual os visitantes têm a oportunidade de descobrir o que está visível no céu do Rio de Janeiro. Em seguida, todos são convidados a observar o céu através da centenária Luneta Equatorial e do moderno telescópio refletor de 8 polegadas de abertura. A atividade é conduzida por um astrônomo ou um mediador capacitado.

As sessões do Planetário Inflável acontecem no sábado (01) e no domingo (02), às 15h e 17h. Imagens do céu noturno são projetadas em uma cúpula inflável (com 3,2 metros de altura e 6,4 m de diâmetro) oferecendo ao espectador a oportunidade de observar o céu sempre limpo, faça chuva ou faça Sol no céu de verdade! O planetário nos permite simular o movimento aparente do Sol, da Lua e dos planetas, que normalmente são de longa duração e, por isso, de difícil percepção.

No domingo, às 16h, haverá visita orientada pelo campus do MAST, onde os visitantes irão conhecer exemplos típicos da arquitetura e da engenharia para a astronomia dos primórdios do século XX; o Sistema Solar em Escala, um conjunto de 12 totens instalados a céu aberto ao longo de duzentos metros que mostra o Sol e os planetas em uma escala de um para trinta bilhões, para os diâmetros e distâncias relativas ao Sol; pavilhões de lunetas centenárias e o acervo de instrumentos científicos do Museu.

SERVIÇO
Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST)
Rua General Bruce, 586, Bairro Imperial de São Cristóvão – Rio de Janeiro (RJ)
(21) 3514-5200
www.mast.br
https://www.facebook.com/museuastronomia

Programação

Sábado, 01 de agosto

Planetário Inflável Digital
15h | 17h

Ciclo de Palestras
16h
Título: A Conquista Espacial e o Futuro da Astronomia
Palestrante: Marcelo Borges Fernandes

Programa de Observação do Céu
17h30

Domingo, 02 de agosto

Visita Orientada
16h

Planetário Inflável Digital
15h | 17h

Palestra - 100 Anos da Teoria da Relatividade Geral (VIDEO)

No dia 21 de Abril de 2015 em comemoração aos 100 Anos da Teoria da Relatividade Geral ocorreram duas palestras no Auditório Principal da Estação Cabo Branco em João Pessoa - PB. Uma com o Diretor do Instituto de Astrofísica Relativista (Icra), o professor italiano Remo Ruffini e outra com o Prof. Dr. Carlos Romero do Grupo de Gravitação e Cosmologia do Departamento de Física da UFPB.

30 de jul de 2015

Com observações da Lua Azul nesta Sexta-feira, OMA lembra 30 anos de existência



(AOMA - Facebook) Aproveitando o evento conhecido como Lua Azul, o Observatório Municipal de Americana, OMA, órgão da Secretaria de Cultura e Turismo, estará lembrando nesta sexta-feira seu 30º aniversário. Com o prédio interditado para as reformas que a Secretaria de Cultura pretende empreender, as observações públicas serão realizadas como de costume na área externa do Observatório a partir das 19h00. Nesta ocasião, caso ocorram condições atmosféricas favoráveis, outros astros - como o planeta dos anéis, Saturno - serão mostrados aos visitantes. Astrônomos de Piracicaba/SP já prometeram estar presentes com seus telescópios. As observações públicas acontecem todas as sextas-feiras.

ASCENSÃO E OCASO
O OMA foi construído pelo prefeito Carrol Meneghel, segundo projeto apresentado pelos astrônomos Jean Nicolini, Nelson Travnik e Guilherme Grassmann e aprovado pelo então Departamento de Educação, Cultura, Esportes e Turismo, DECET. A inauguração ocorreu em 04 de agosto de 1985 e sua instalação repercutiu intensamente no Estado, no País e até no exterior por ser o segundo observatório municipal a ser inaugurado no Brasil. Reportagens enaltecedoras na imprensa, bem como nas revistas “L’ Astronomie”, França, “Sky and Telescope”, Estados Unidos, “Der Sternrundschau”, Austria e “Astrum”, Espanha, foram publicadas como um marco no desenvolvimento da Astronomia no Brasil. Nesses 30 anos de existência, é praticamente impossível enumerar os dividendos proporcionados pelo OMA nas áreas educacional, científica e turística.
Absolutamente todos os eventos astronômicos vistos de nossa região foram observados e documentados pelo OMA, tais como eclipses solares e lunares, cometas, aparição de novas e supernovas, ocultações e tantos outros.

Importante citar que muitos desses trabalhos alcançaram destaque em publicações no Brasil e exterior. Grande parte desse material se perdeu no incêndio que atingiu o OMA em Outubro de 2014. Mas a história já havia confiado ao Observatório Municipal de Americana (OMA) sua importância na Astronomia Nacional.

Um pequeno, mas importante arquivo digital, que estava sendo criado quando da ocorrência do incêndio, conseguiu salvar alguns desses trabalhos.

ATUALMENTE
Mesmo com a interdição do prédio do OMA solicitada pelo Ministério Público e acatada pela Prefeitura Municipal, as observações do céu continuam a ser realizadas através de pequenos telescópios disponibilizados ao público no estacionamento do Observatório, às Sextas feiras, das 19h00 às 22h00, desde que ocorram boas condições atmosféricas.

Maiores informações podem ser adquiridas na Secretaria de Cultura e Turismo, ou através do telefone (19) 3408-8010, com Carlos H. A. Andrade.


----
E mais:
Prepare-se: A Lua azul está chegando e não adianta fugir! (Apolo11)
.
Olhe para o céu! Fenômeno conhecido como “Lua azul” acontece nesta sexta-feira (JB)
.
Tempo perfeito para a noite de Blue Moon (Climatempo)

Lua Azul, a segunda Lua Cheia do mês, em 31 de julho!


(O Céu do Mês) Quando nossos alfarrábios apontam para 13 Luas Cheias ao longo do período de um ano, isso quer significar que em um determinado mês acontecerá duas Luas Cheias para nosso total encantamento mensal!

A segunda Lua Cheia é nomeada, então, como Lua Azul - Blue Moon.

Por que azul...., se a Lua continua igualzinho como sempre se apresenta? Não sei dizer..., mas sei dizer que dia de Lua Cheia é sempre momento par poetas, seresteiros e enamorados.... e amantes dos céus noturnos sentirem-se felizes e bem inspirados!


----
E mais:
‘Lua azul’ poderá ser observada na última edição do ‘Food Truck nas Estrelas’ (Carta Campinas)
.
Olhos no Céu: Amanhã é dia de Lua Azul (Tek)
.
Fenômeno "lua azul" acontece nesta sexta (31) (iG)
.
Lua azul ocorre nesta sexta-feira (G1)
.
A Lua Azul de julho (Cássio Leandro Dal Ri Barbosa - G1 - com explicação histórica)
----