1 de out de 2016

Semana Mundial do Espaço em Belém/PA


Maiores informações AQUI

Sylvio Ferraz Mello: Uma trajetória singular

Estudos do astrofísico ajudaram a entender características e anomalias na órbita de asteroides e outros corpos celestes


(Pesquisa Fapesp) Em 22 de maio, o paulistano Sylvio Ferraz Mello, professor emérito e ex-diretor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (IAG-USP), esteve em Nashville. A visita à meca da música country não era para assistir a shows. Ferraz Mello foi aos Estados Unidos para participar da reunião anual da Divisão de Astronomia Dinâmica da Sociedade Americana de Astronomia, que o agraciara com o Brouwer Award, prêmio concedido a pesquisadores que deram uma contribuição de destaque na área.

A astronomia dinâmica estuda os movimentos dos corpos celestes, como satélites, planetas e asteroides, regidos principalmente pelas interações gravitacionais entre esses objetos. Não é uma área que costuma gerar manchetes em publicações não especializadas. Mas suas teorias, equações e modelos são a base para explicar por que o Sistema Solar e, mais recentemente, os conjuntos de exoplanetas exibem suas atuais configurações.

Físico de origem, Ferraz Mello é o associado número 1 da Sociedade Astronômica Brasileira (SAB). Fez doutorado na Universidade de Paris (Sorbonne) em 1967. De 1987 a 1994, foi coordenador adjunto da área de Exatas e Engenharias da FAPESP. Em sua carreira, estudou as órbitas de satélites, de asteroides e, ultimamente, de exoplanetas. Seus modelos ajudaram a entender, entre outras questões, por que há muitos asteroides no Sistema Solar com período orbital de oito anos e poucos ou quase nenhum com período de quatro e seis anos.

Um dos fenômenos mais estudados por Ferraz Mello é a ressonância, um tipo de influência gravitacional que um corpo celeste exerce sobre outro quando seus períodos orbitais são comensuráveis. Ou seja, quando o período de um é uma proporção racional do outro, como no caso de asteroides que demoram seis anos para dar uma volta ao Sol, metade do tempo necessário para Júpiter completar a mesma tarefa. Nesta entrevista, além das pesquisas, Ferraz Mello conta um pouco de sua trajetória, que inclui a passagem pela astronomia do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), pelo Observatório Nacional (ON), a longa carreira na USP e a participação no trabalho de prospecção do sítio em que seria instalado nos anos 1970 o Observatório do Pico dos Dias, do Laboratório Nacional de Astrofísica (LNA). “Descobrimos o lugar quase por acaso”, lembra, ativo, em sua sala no IAG, às vésperas de completar 80 anos em outubro.

30 de set de 2016

Mensageiro Sideral - A arquitetura da SpaceX para colonização de Marte

Museu de Astronomia oferece observação do céu gratuita

No próximo sábado, dia 1, haverá ainda atrações como o Planetário Inflável Digital e palestra sobre raios cósmicos




O Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) realiza, no próximo sábado, dia 1, mais uma sessão gratuita do Programa de Observação do Céu, das 17h30 às 20h. Por meio de uma luneta construída no início do século XX, o público tem a oportunidade de observar planetas, galáxias, nebulosas e aglomerados, entre outros objetos e fenômenos estudados pela astronomia.
Promovida desde 1985, a observação do céu está entre as atrações mais populares do Museu de Astronomia. Em dias chuvosos ou de céu nublado, em que seja impossível o uso dos instrumentos, a atividade será limitada à exibição de vídeos.

Há ainda outras atrações para o sábado no museu: o Planetário Inflável Digital terá sessões às 15h e 17h, e projeta imagens do céu noturno visto da Terra. Os espectadores têm a oportunidade de observar e entender os movimentos celestes, o céu característico de cada estação do ano, o Cruzeiro do Sul e a sua utilização para localizar os pontos cardeais.

Ocorrerá, ainda no sábado, uma palestra com a Dra. Irene Puerto Gimenez, professora da UFRJ, sobre a história da descoberta dos raios cósmicos e gama, às 16h.

Exposições permanentes:
Olhai o Céu, Medir a Terra - A partir de documentos históricos e instrumentos científicos de medição do tempo e do espaço, a exposição explora a relação entre a ciência e a configuração territorial do Brasil.

Visões da Luz - Através de aparatos interativos, painéis e instrumentos científicos históricos, são apresentados diversos temas relacionados à luz, entre eles: "A Luz que chega do Universo".

Semana Mundial do Espaço em Manaus/AM




World Space Week Edição UFAM - PROGRAMAÇÃO

04/10: Palestra sobre astrofotografia com Paulo Medeiros ás 16:00hs;
04/10: Palestra sobre Introdução a Astronomia Observacional com Geovandro Nobre ás 19h;
05/10: Observação astronômica e exposição de astrofotografias com o Clube de Astronomia da UFAM no estacionamento do minicampus;
06/10: Palestra de Astrobiologia com Yara Laiz Souza às 15h
---------------------------------------------------------------------------------
Local de todas as palestras: auditório Paulo Buhrnheim no Instituto de Ciências Biológicas no minicampus UFAM.

Vai ter pessoas dando informações de como chegar no auditório no minicampus
Participem!


Semana Mundial do Espaço em Nova Iguaçu/PR


GEA - Palestra: "Detecção de Ondas Gravitacionais - Parte III"


O Grupo de Estudos de Astronomia do Planetário da UFSC, tem o prazer de lhe convidar para a palestra intitulada: "Detecção de Ondas Gravitacionais - Parte III". No "esquenta palestra" com início as 20h:00, serão apresentadas as notícias de astronomia e ciências afins, que foram destaques durante a semana.

Palestrante(s): Frederico Taves
Data: 30 de setembro de 2016 - Sexta feira
Local: Anfiteatro do Planetário
Endereço :Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Campus Universitário, Trindade, SC.
Horário: 21:00h
Entrada Franca

Mais informações (48) 3721.4133 ou geraldomattos@hotmail.com

Traga sua família, traga seus amigos!
http://www.gea.org.br/programacao.html

O átomo do átomo

(Agência FAPESP)  “O átomo do átomo” será o tema do Papos de Física do Instituto Sul-Americano para Pesquisa Fundamental (ICTP-SAIFR) no dia 6 de outubro de 2016.

O seminário será ministrado pelo professor Ricardo D'Elia Matheus, do Instituto de Física Teórica da Unesp.

“Os antigos filósofos gregos cunharam a palavra ‘átomo’ para descrever uma ideia relativamente simples: se quebrássemos qualquer material em pedaços cada vez menores chegaríamos, cedo ou tarde, a um bloco fundamental indivisível, o átomo”, diz Matheus. “Aquilo que chamamos de átomo hoje em dia não é bem assim, indivisível, mas será que existe algo que o seja? O que há dentro da matéria? Como anda a busca pelo ‘átomo’ dos filósofos?”.

A palestra será no Laundry Deluxe, rua da Consolação, 2.937, Cerqueira César, São Paulo. Não há necessidade de inscrição.

Evento de divulgação científica idealizado pelo ICTP-SAIFR, a série Papos de Física é uma oportunidade de conhecer um pouco mais sobre assuntos instigantes e as mais recentes descobertas científicas na área de Física. Com conteúdo acessível ao público, os seminários proporcionam debates estimulantes sobre tópicos de física com quem faz física.

O último tema do ano será "Neutrinos: de Quimeras a Ases do Universo" (1º/12). Em 6 de novembro, haverá uma edição especial, com David Gross, Nobel de Física de 2004, no IFT-Unesp. Os interessados podem se inscrever em www.ictp-saifr.org/fifth.

Semana Mundial do Espço - Star Party We are the Aliens - Goiânia/GO


Outras informações AQUI (Facebook)