27 de out de 2015

Jornada de Foguetes aproxima jovens das ciências espaciais

Evento, que chega a sua 7ª edição, contará com a presença do astronauta Marcos Pontes



(JB) Você sabia que um foguete feito com garrafa pet pode voar até 300 metros de distância? Caso duvide, a VII Jornada de Foguetes, organizada pela IX Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG), mostrará que é possível. Além de estimular o aprendizado dos jovens, ao colocarem a teoria em prática, o evento, que será realizado na cidade de Barra do Piraí, no Rio de Janeiro, entre os dias 26 de outubro e 1º de novembro, ainda contará com a presença de Marcos Pontes, o primeiro astronauta brasileiro.

Foram inscritos 103 equipes, num total de 410 participantes, entre estudantes e professores. As equipes foram selecionadas a partir da IX MOBFOG, realizada junto com a XVIII Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) em maio. A edição de 2015 recebeu 87.734 alunos (aumento de 41,8% em relação à 2014) de 1.967 escolas espalhadas pelo país (aumento de 33,5% em relação à 2014).

Esse ano, os campeões receberão material didático e troféus no formato do foguete brasileiro VS-40. Para os vice-campeões, o prêmio será na forma do VSB-30. Quem obtiver menção honrosa levará uma réplica do Sonda III.

Durante a jornada, os jovens vão apresentar os seus foguetes de garrafa pet e suas bases de lançamento. Os protótipos serão movidos a combustível líquido composto de vinagre e bicarbonato de sódio (que pode ser encontrado no fermento em pó). Além dos lançamentos, o programa ainda vai promover palestras de astrônomos e especialistas em astronomia e astronáutica.

Os vencedores serão aqueles que lançarem os foguetes o mais longe possível. Além disso, haverá prêmios para as seis melhores apresentações. O júri, para essa avaliação, será composto pelos professores de todas as equipes presentes. Serão analisados pela banca examinadora os seguintes pontos: acabamento e originalidade do foguete; acabamento e originalidade da base; segurança e apresentação da equipe participante.

Realizada pela Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), a inciativa é aberta aos alunos de escolas públicas e particulares do ensino fundamental e médio. A finalidade é avaliar a capacidade dos jovens de construir e lançar, o mais longe possível, foguetes feitos de garrafa pet ou de canudo de refrigerante, conforme o nível do aluno.

Os foguetes serão lançados numa pista de pouso, de pequenos aviões, do Hotel Fazenda Ribeirão, localizado em Barra do Piraí, no interior do Rio de Janeiro. Para a execução da prova, o protótipo deve ser fixado na base, que é fincada no chão. Em inclinação de 45º, será apontado numa direção livre de pessoas, árvores altas, fios elétricos, móveis, estabelecimentos ou residências, mantendo todos afastados num diâmetro de 10 metros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente