27 de nov de 2015

Jornada aproxima jovens do conhecimento científico

Alunos do ensino médio de diversas regiões do país vão mergulhar fundo no conhecimento sobre astronomia e astronáutica. Entre os dias 29 de novembro e 05 de dezembro, eles vão participar da XIII Jornada Espacial, na cidade de São José dos Campos (SP). A programação ainda contará com as palestras do primeiro astronauta brasileiro, Marcos Pontes, e do neurocientista brasileiro Prof. Dr. Miguel Nicolelis.

O evento será realizado pela Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) juntamente com a Agência Espacial Brasileira (AEB), tendo o apoio das seguintes instituições: Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Prefeitura Municipal de São José dos Campos, Colégio Embraer Juarez Wanderley e TV Vanguarda.

Ao todo, serão reunidos 50 estudantes que vão estar acompanhados de seus respectivos professores. Eles foram convidados devido aos resultados obtidos na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) desse ano.

A Jornada Espacial contará com palestras e oficinas de pesquisadores e técnicos do INPE, do IAE, do ITA, do Colégio Embraer Juarez Wanderley, da TV Vanguarda e da Agência Espacial Brasileira (AEB).

Durante a programação, os jovens vão ainda conhecer o polo de tecnologia aeroespacial de São José dos Campos e ver de perto importantes instalações do setor, como, por exemplo, o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, o INPE e o Memorial Aeroespacial Brasileiro (MAB), onde serão apresentados vários foguetes de sondagens nacionais e a maquete em tamanho real do Veículo Lançador de Satélites (VLS-1).

Sobre a OBA
A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica é coordenada por uma comissão formada por membros da Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) e da Agência Espacial Brasileira (AEB). A maior parte dos recursos para realização dos eventos são provenientes do CNPq, CAPES e MEC.

Em 2015, a OBA reuniu 838.156 estudantes e 63.726 professores de todo o país, distribuídos por 9.552 escolas. Em comparação ao ano anterior, houve um importante aumento de 10% na quantidade de alunos e escolas participantes.

Em paralelo à XVIII OBA, aconteceu também esse ano a IX Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG), envolvendo 1.967 de escolas do Brasil todo. O evento avalia a capacidade dos estudantes de construir e lançar, o mais longe possível, foguetes feitos de garrafa pet, de tubo de papel ou de canudo de refrigerante. A participação de alunos também foi recorde. Foram, ao todo, 87.734 jovens, 38% superior ao número de alunos de 2014.

Segundo o Dr. João Batista Garcia Canalle, astrônomo e coordenador nacional da OBA e da MOBFOG, as atividades têm como objetivo levar “a maior quantidade de informações sobre as ciências espaciais para a sala de aula, despertando o interesse nos jovens”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente