2 de jan de 2016

Cientistas revelam o único animal completamente capaz de viver no espaço


(Super Incrível / Yahoo) Com os avanços da Nasa em relação às expedições de ocupação de Marte, cada vez mais possibilidades estão sendo buscadas. Chegar ao vizinho da Terra já é um desafio, porém o que mais instiga na realidade é descobrir meios reais de sobreviver às diferentes condições encontradas no Universo.

No entanto, parece que de alguma forma uma descoberta feita recentemente na Universidade da Carolina do Norte, em Chapel Hill, nos EUA, nos aproximou um pouco mais das formas de adaptação dos seres terrestre no Universo. Segundo uma pesquisa, um animal marinho é o único organismo multicelular existente na Terra que seria capaz de viver e se reproduzir no espaço, em condições de ausência de gravidade, falta de água e de alimento.

Segundo um artigo publicado pela revista 'Proceedings of the National Academy of Sciences', o estudo e a análise do genoma dos ursos-d'água revelaram esta capacidade. Na teoria o fato seria comprovado, já que 18% do material genético do animal teria tido origem em outros organismos, como arqueias, bactérias, plantas e fungos.

Por conta destas características variadas, os ursos-d'água seriam completamente capazes de sobreviver a condições extremas de desidratação e secas. Apesar do nome, os animais são pequenos invertebrados marinhos que tem um mecanismo de síntese proteica bastante curioso. Depois que o corpo deles se seca, proteínas especiais se organizam no corpo para serem capazes de reabsortver proteínas e fragmentos de DNA externos.

Na realidade, a capacidade de longínqua sobrevivência de tais espécimes só se dá por conta deste mecanismo provocado pela desidratação e assim, garantir a resistência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente