7 de jan de 2016

Prefeitura promete reabrir planetário do Ibirapuera até o fim de janeiro

Espaço em parque na Zona Sul de SP está fechado desde 2013 para obras. Planetário do Parque do Carmo também deve retomar visitação até março.


(G1) A Prefeitura de São Paulo prometeu reabrir o Planetário do Parque Ibirapuera, na Zona Sul, até o fim do mês de janeiro. O espaço está fechado desde 2013 para reforma, mas as obras atrasaram. O outro planetário da cidade, no Parque do Carmo, que está sem visitação desde 2007, deve ser reaberto em março, segundo a Secretaria municipal do Verde e do Meio Ambiente.

No Ibirapuera, o projetor já voltou a funcionar, mas ainda falta a pintura na parte de cima da cúpula e a instalação do para-raios. Segundo o secretário municipal do Verde e do Meio Ambiente, Rodrigo Ravena, a reforma de um planetário é muito complexa e demandou mão de obra e empresas especializadas.

"A gente precisou de vários contratos e vários ajustes foram sendo feitos ao longo do tempo, por isso a demora, não é uma simples obra de reforma de um prédio, é adequação de um equipamento importantíssimo e delicadíssimo que é o planetário", afirmou o secretário do Verde e Meio Ambiente, Rodrigo Ravena.

Questionado sobre o adiamento na entrega da obra, Ravena justificou que o prédio tem uma estrutura de madeira na parte externa e disposição especial, com equipamentos que demandam tratamento específico.

O planetário do Ibirapuera tem uma cúpula de 18 metros de diâmetro e possui um projetor Starmaster, da alemã Carl Zeiss. Inaugurado em 1957, foi o primeiro planetário do Brasil. O prédio também é tombado pelo Conselho Municipal de Tombamento e Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp) e pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado (Condephaat).

Já no Planetário do Parque do Carmo, ainda faltam vários ajustes. O espaço foi entregue em novembro de 2005, mas em fevereiro de 2007 a Prefeitura fechou o prédio para obras de manutenção por causa de infiltrações, mas nunca mais voltou a funcionar. As poltronas não foram reformadas, o piso precisa ser pintado e a infiltração nas paredes eliminada. Mas, segundo o secretário do Verde, Rodrigo Ravena, o planetário deve ser reaberto até março.
----
Matéria com vídeo e imagens aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente