26 de fev de 2016

Imagem obtida com a DECam está em exposição no Museu de Astronomia


(Linea) Em comemoração ao Ano Internacional da Luz promovido pela UNESCO em 2015, o Museu de Astronomia e Ciências Afins produziu uma nova exposição chamada Visões da Luz.

A luz ainda é a grande fonte de informações para estudos em astronomia. A exposição no MAST mostra diferentes aspectos do estudo da luz na astronomia e alguns instrumentos utilizados em diferentes épocas. A luz coletada na forma de imagens ou espectros pode ser realizada, modernamente, através de detectores digitais. Um exemplo destes detectores é a câmera CCD desenvolvida para as observações do levantamento Dark Energy Survey, denominada de DECam. Estes instrumentos permitem estudar a composição química e a dinâmica dos astros, aspectos de fundamental importância para a astronomia moderna.

A DECam é um dos maiores detectores astronômicos em operação na atualidade, representando o que há de mais moderno nessa frente. Com seus mais de 500 Megapixels, a DECam cobre uma região várias vezes maior que a Lua cheia no céu, o que ajuda o Dark Energy Survey a estudar grandes regiões do céu de forma eficiente e a realizar muitas descobertas tais como a descoberta de novos aglomerados estelares na Grande Nuvem de Magalhães, novas vizinhas da Via-Láctea, e lentes gravitacionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente