29 de mar de 2016

Dez anos após viagem ao espaço, astronauta brasileiro investe no turismo espacial


(Estadão) No dia 30 de março de 2006, o astronauta Marcos Pontes realizava o sonho de muita criança - e, claro, de muito adulto - ao partir para uma viagem ao espaço de dez dias. A missão da Nasa, batizada de Missão Centenário, uma homenagem ao primeiro voo tripulado do 14 Bis de Santos Dumont, foi a primeira de um astronauta sul-americano e, até hoje, a única de um brasileiro.

Dez anos depois, muita coisa mudou. Ir ao espaço, por exemplo, já entrou para a lista de roteiros turísticos. Apesar de o primeiro voo espacial com tripulantes "viajantes" ainda não ter data de partida, todas as passagens (milionárias) já foram vendidas e outras naves estão sendo preparadas para outras viagens.

Não por acaso, Marcos Pontes, que continua a serviço da Agência Espacial Brasileira (AEB) e aguarda sua próxima missão, ampliou seus horizontes e  decidiu ser "um entusiasta" do turismo espacial, como ele próprio define. Abriu uma agência de turismo de aventura - com pacotes para o espaço, claro - e roda o mundo ministrando palestras e divulgando seus livros.

Entre todas as atividades - que este ano engrossaram com os eventos em comemoração aos 10 anos da Missão Centenário -, o astronauta conversou com o Estado sobre sua trajetória, turismo espacial, colonização de Marte e investimentos no setor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente