11 de abr de 2016

IV Semana de Astronomia de Vassouras tem programação para crianças e adultos



(Sopa Cultural) Entre os dias 13 e 15 de abril, de quarta a sexta-feira, todas as atenções estarão voltadas para o céu na cidade de Vassouras, Rj. Nesse período acontece a IV Semana de Astronomia de Vassouras, evento gratuito organizado pelos professores Kesia Huais e Leonardo Corrêa, que ano passado reuniu cerca de 4.300 visitantes com oferta de atividades, palestras e mini-cursos voltados a mais antiga das ciências.

Desde 2012, quando a cidade sediou a Olimpíada Internacional de Astronomia, Vassouras foi percebida pelos astrônomos e pesquisadores como ponto de excelente observação do céu. A combinação da altitude com pouca chuva e baixo índice de poluição resulta em grande alcance para visibilidade dos astros, tanto que já está encaminhado junto ao Ministério da Ciência o projeto de construção de um planetário no mirante da cidade, em parceria com o Observatório Nacional (ON) e o Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST).

As duas instituições, inclusive, estarão representadas no evento através dos pesquisadores Josina Nascimento, da ON, e Eugênio Reis Neto, do MAST, ambos responsáveis pela coordenação das atividades.

Como desperta a curiosidade e incentiva o estudo das ciências como geografia, matemática e física, parte da programação é voltada ao público infantil e infanto-juvenil, que poderá entrar nos dois planetários infláveis montados especialmente para o evento e visitar o museu do Observatório Magnético de Vassouras, o primeiro do gênero construído no Brasil.

Entre os destaques está a palestra de abertura dia 13/04, quarta-feira, às 19h, no Mara Palace Hotel, com o pesquisador em cosmologia Rodrigo de Sousa, sobre o tema “Ondas Gravitacionais: Astronomia do Futuro”, que gerou enorme curiosidade após recente confirmação da NASA, a agência espacial americana, sobre a teoria das ondas gravitacionais de Einstein.

Além dos pesquisadores, um seleto grupo de astrônomos amadores, o NGC-51 vai estar presente para ministrar mini-cursos e monitorar a observação do céu com dois telescópios, disponibilizados na praça central durante o dia e à noite. A expectativa dos organizadores é que o público seja ainda maior esse ano, com participação de estudantes da rede pública e particular da região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente