15 de abr de 2016

Planetário móvel chega a escolas de Salvador


(A Tarde) O projeto itinerante Móbile traz à capital baiana um planetário móvel. A estrutura inflada, em forma de cúpula, tem capacidade para 40 pessoas e apresenta ao público, por meio de uma experiência sensorial, educação ambiental e astronomia.

Alunos do 5º ao 7º ano do colégio privado Marízia Maior, localizado no bairro de Stella Maris, tiveram nesta quinta-feira, 14, a oportunidade de fazer uma viagem pelo universo que vai da criação do sistema solar até a mitologia grega que conta o surgimento das constelações.

Para o coordenador do núcleo de ciências, Jorge Costa, 40 anos, o processo de ensino-aprendizagem é reforçado com as projeções. "Vivemos em um período em que as descobertas em relação ao universo têm aumentado. O projeto trabalha o conteúdo da ciência, que, muitas vezes, está longe do espaço escolar. Isso possibilita trabalhar e ampliar as discussões", pontuou.

Sem interferências
"O público tem a oportunidade de ver o céu do jeito que ele é, sem nenhuma influência da poluição. A ideia é chegar a todos os lugares", comenta o planetarista Johnny dos Santos, 28.

Durante este mês, o projeto passa pelo Colégio Cevilha (nesta sexta, 15), Isba (dia 18), Escola Gênesis (19 e 20) e Shopping Center Lapa (22). As unidades de ensino que tiverem interesse em participar devem entrar em contato com a Coletiva Comunicação, coordenadora do projeto no estado da Bahia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente