20 de jun de 2016

LNA está pronto para entregar primeiro espectrógrafo de alta resolução construído no Brasil


(LNA/Conexão Itajubá) Pesquisadores do Laboratório Nacional de Astrofísica (LNA), em Itajubá, Minas Gerais, estão prontos para entregar o primeiro espectrógrafo de alta resolução construído no Brasil, denominado Steles (Soar Telescope Èchelle Spectrograph).

O espectrógrafo será instalado no Southern Observatory for Astrophysical Research, o Telescópio Soar, no Chile, consórcio internacional que reúne parceiros brasileiros, norte-americanos e chilenos. O LNA é responsável pelo gerenciamento da parte brasileira no consórcio.

A espectroscopia é uma técnica que permite captar a luz do corpo celeste que está sendo observado e separá-la em seus diversos comprimentos de onda. É o efeito similar ao que ocorre com as gotas d’água na nossa atmosfera, que dispersam a luz do Sol e a separa em seus diversos comprimentos de onda, resultado um arco-íris.

O Steles é um equipamento de alta resolução, desenvolvido com tecnologia de ponta, que permitirá, por exemplo, separar linhas de absorção de diferentes elementos químicos que normalmente não podem ser separados por espectrógrafos convencionais, permitindo uma medida mais acurada da matéria que compõe os objetos celestes.

O estudo das linhas de absorção da luz permite o cálculo da quantidade de elementos existentes na atmosfera de um corpo celeste, como cálcio ou ferro, por exemplo, além de descobrir sua massa, temperatura, gravidade, raio, e velocidade de rotação.

O equipamento é composto por mais de 5 mil peças, a maior parte projetadas pelos engenheiros e pesquisadores do LNA. Custou cerca de R$ 2,5 milhões – dos quais R$ 1,2 milhão foi financiado pela FAPESP por meio de projeto coordenado pelo professor Augusto Damineli, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da Universidade de São Paulo (USP). O restante foi financiado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), CNPq (INCTA, Instituto Milênio) e FAPEMIG.

O Steles deixará os laboratórios do LNA no mês de junho em direção ao Soar, no Chile.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente