31 de ago de 2016

Astrônomo de Americana registra Estação Espacial


(Correio Popular) O astrônomo Deivis Schermaan conseguiu um registro raro do céu no último sábado (27), em Americana. Com uma câmera profissional acoplada em um telescópio ele conseguiu registrar uma imagem da Estação Espacial Internacional (em inglês: International Space Statioin – ISS).

A Estação se encontra em órbita baixa, entre 340 km e 353 km, o que permita que seja vista da terra. Mesmo que seja possível ser vista, a imagem pode ser considerada uma raridade já que a velocidade em que ela passa é muito rápida. “É difícil registrar porque ela demora em média 5 minutos para passar, mas sua velocidade é muito rápida. Para conseguir é preciso usar uma velocidade muito alta do obturador da máquina fotográfica”, contou Deivis Schermaan.

A Estação Espacial Internacional representa a permanência humana no espaço e tem sido mantida com tripulações de astronautas desde novembro de 2000.

Segundo o astrônomo campineiro Júlio Lobo, a imagem pode ser considerada uma raridade. “Registrar a imagem por telescópio, que tem um movimento muito mais lento, é realmente uma proeza. Não saberia dizer se no Brasil alguém já fez isso”.

O astrônomo contou que sabia que a Estação Espacial estaria visível no sábado, porém ele estava com o equipamento montado para o registro de outro fenômeno e conseguiu garantir a imagem da Estação Espacial, às 18h52.

Vênus e Júpiter que deram um show durante toda a semana, teve o auge do espetáculo às 18h33 do sábado. A conjunção dos planetas tão cerradas assim só poderá ser vista de novo em 12 de fevereiro de 2056.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente