6 de ago de 2016

Observatório Municipal de Campinas oferece turismo astronômico na cidade


(Fique Ciente) A paixão de Julio Lobo pela astronomia começou ainda na infância. Aos nove anos, quando estava cruzando a Avenida Saudade, em Campinas, avistou um meteoro gigante. “Não sabia o que era aquilo. Fiquei maluco. Clareou o para-brisa do carro e meu pai me explicou que os meteoros são os restos das pedrinhas do céu. Meu interesse despertou aí”, conta. Este primeiro contato de Julio Lobo com a astronomia mudou por completo sua vida. Há 39 anos, o Lobo está à frente do Observatório Municipal de Campinas Jean Nicolini e tenta inspirar um público crescente sobre os fascínios da astronomia e a observação dos astros.

Após avistar o meteoro, Lobo ganhou um telescópio e formou um grupinho de astronomia com alguns amigos do ginásio. “Ficamos sabendo que o Observatório estava sendo construído. Cheguei aqui em 1976 com mais três amigos e fiz amizade com Jean Nicolini. Jamais imaginaria que seguiria uma vida e uma carreira neste lugar”, se recorda.

Julio Lobo aprendeu tudo na prática. Após oito anos sendo monitor voluntário e aprendiz no Observatório foi contratado para trabalhar no local em 15 de janeiro de 1985. E lá se vão quase 40 anos e mais de 800 domingos de plantão no espaço, localizado no Pico das Cabras, em Joaquim Egídio, distrito de Campinas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente