22 de ago de 2016

Primeiro astrofísico da UFRGS recebe título de professor emérito

Edemundo da Rocha Vieira teve trajetória destacada como docente, pesquisador e administrador



(UFRGS) Foi realizada na manhã desta terça-feira, 16, a cerimônia de outorga do título de professor emérito a Edemundo da Rocha Vieira, o primeiro astrofísico contratado na UFRGS, em 1969, ano em que retornou do doutorado na Argentina. Docente e pesquisador do Instituto de Física (IF) da UFRGS, destacou-se também na UFRGS como administrador, tendo sido chefe Departamento de Astronomia (1975-1979), coordenador do Programa de Pós-Graduação em Física (1976-1980), duas vezes diretor do Instituto de Física (1978-1980 e 1984-1988), diretor do Centro de Processamento de Dados da Universidade (1980-1984) e pró-reitor de Planejamento (1988-1990).

O Departamento de Astronomia da UFRGS, hoje reconhecido internacionalmente, tem na sua história a marca do empenho e da dedicação do professor Edemundo, que além de ter atuado na sua estruturação incentivou sempre sua expansão e excelência. Já no início dos anos 1970, coordenou a implantação do Observatório do Morro Santana, iniciando a astronomia observacional no IF. Para estes desafios, trouxe à Universidade pesquisadores internacionais que conhecera na Argentina. Entre eles, Miriani Pastoriza e Horacio Dottori, que vieram a formar o quadro de docentes da UFRGS.

Edemundo expandiu suas realizações para além da Universidade e foi também grande promotor da Astronomia e da Astrofísica no Brasil. Nos anos de 1970, foi sócio-fundador da Sociedade Astronômica Brasileira. Mesmo após a aposentadoria, ainda dedicou-se à importante tarefa de dirigir o Laboratório Nacional de Astrofísica, sendo um dos responsáveis pela participação brasileira no Projeto SOAR (Southern Astrophysical Research Telescope).

A professora Thaisa Bergmann, atual chefe do Departamento de Astronomia, foi a oradora da cerimônia e lembrou o incentivo do homenageado para que jovens alunos seguissem carreira acadêmica como astrofísicos. Agradeceu ao professor por ter sido “cooptada” por ele na a área da Astronomia. O reitor Carlos Alexandre Netto destacou o pioneirismo de Edemundo e sua contribuição para a qualidade que a UFRGS tem atualmente.

A presença de colegas, amigos e familiares lotou a Sala dos Conselhos na ReitoriaPromo, onde se realizou a cerimônia. Emocionado, Edemundo, em discurso lido pelo seu filho Fábio, relembrou importantes realizações na UFRGS e agradeceu a um grande grupo de alunos, professores e técnicos da Universidade que lhe apoiaram na rica trajetória que é motivo de celebração.

A edição de junho do Jornal da Universidade apresenta um perfil do professor Edemundo da Rocha Vieira, em que ele relembra alguns episódios da sua carreira na UFRGS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente