14 de set de 2016

Agência Espacial Europeia (ESA) estuda imagens do asteroide 2016 RB1 obtidas no OASI


(Target) No último dia 7 de setembro, o asteroide 2016 RB1 ocupou o noticiário por sua aproximação da Terra, cerca de 34.000 km de altitude, aproximadamente a mesmo que o chamado "anel geoestacionário" onde a maioria dos satélites de telecomunicações reside.

Apesar de ter sido descoberto apenas 24 horas antes da maior aproximação, a determinação de sua órbita afastou qualquer possibilidade de impacto com a Terra.

O “NEO Coordinator Centre” da ESA, dedicado ao estudo de asteroides em órbitas próximas da Terra, acionou sua rede de colaboradores para observar o objeto, tomando imagens para a determinação de seu comportamento frente ao campo gravitacional do planeta.

A excelente qualidade das imagens obtidas com o telescópio do OASI por Filipe Monteiro, aluno de doutorado do Observatório Nacional, foi divulgada pela ESA para mostrar o movimento do 2016 RB1 no céu da manhã de 7 de setembro.

Ver: http://neo.ssa.esa.int/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente