23 de fev de 2017

Eclipse Solar será visto parcialmente no Brasil no próximo domingo

(Target) No próximo domingo, dia 26 de fevereiro, ocorrerá um eclipse anular do Sol. O eclipse será visto como parcial na parte sul da América do Sul, no oceano Atlântico, parte extremo oeste da África e Antártida. Assim, grande parte do Brasil, incluindo toda a região sul, sudeste, grande parte do nordeste e centro-oeste, poderá ver o eclipse como parcial, entre 11h e 12h30, horário de Brasília. O fenômeno será visto como anular numa estreita faixa que passa pelo sul do Chile e da Argentina, oceano Pacífico, oceano Atlântico e sul da África.

A observação somente pode ser feita com instrumentos especiais usados por astrônomos ou com técnica de projeção. Nunca se deve olhar diretamente para sol nem mesmo com o uso de filme de raio-x, óculos escuros ou outro material caseiro. A exposição, mesmo de poucos segundos, danifica o olho de modo irreversível.

Ainda este ano, em 21 de agosto, haverá eclipse total do Sol. Esse fenômeno, porém, será visto no Brasil como parcial, somente na região nordeste, próximo do horário do por do Sol.

Em 14 de dezembro de 2020, haverá um eclipse parcial do Sol que terá também visibilidade em grande área do Brasil.

No site da Agência Espacial Americana (https://eclipse.gsfc.nasa.gov/SEanimate/SEanimate2001/SE2017Feb26A.GIF), está disponível uma animação da visibilidade do eclipse. O horário exposto é de Greenwich. Para saber a hora em Brasília, deve-se subtrair 3 horas.

Confira abaixo a entrevista com a pesquisadora Josina Nascimento, da Coordenação de Astronomia e Astrofísica do Observatório Nacional.

O que é um eclipse?
Um eclipse ocorre sempre que um corpo entra na sombra de outro.

O que é o eclipse do Sol?
É um eclipse que ocorre quando a Lua está alinhada com o Sol e a Terra, e está entre a Terra e o Sol, ou seja, um eclipse do Sol somente vai ocorrer quando for Lua Nova. O disco aparente do Sol e da Lua são quase do mesmo tamanho, por uma linda coincidência. Se o eclipse do Sol ocorre de forma que o disco inteiro seja visto atrás da Lua, é eclipse total e caso contrário é parcial.
O eclipse anular vai ocorrer quando o disco inteiro do Sol é visto atrás da Lua e o disco da Lua está menor. Isso acontece quando o eclipse ocorre com a Lua próxima do seu apogeu, ou seja, próxima do ponto da órbita da Lua em que fica mais distante da Terra. Tal como no eclipse total, somente uma estreita faixa da Terra verá o eclipse como anular e em outras localidades será visto como parcial.

Como fazer uma observação segura?
Nunca se deve olhar diretamente para o Sol, em hipótese alguma. Também não se deve usar filme de raio-x ou óculos escuros ou qualquer outro material caseiro. Qualquer exposição acima de 15 segundos danifica o olho para sempre. Somente com filtros solares especiais para o uso de astronomia podemos olhar para o sol, ou com técnica de projeção.

Neste link é possível pesquisador como fazer uma observação segura: http://www.geocities.ws/naelton/eclipse.htm
Também é possível acompanhar o eclipse ao vivo pela internet neste endereço: http://www.geocities.ws/naelton/eclipse.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente