3 de fev de 2017

Sinais emitidos pelo UbatubaSat são captados em diversas partes do planeta

Captação de áudio e de frames de telemetria comprova a completa funcionalidade do equipamento. Projeto foi desenvolvido por alunos de escola fundamental de Ubatuba (SP), com apoio da AEB e do Inpe.

(AEB/MCTI) Desenvolvido por estudantes do ensino fundamental de Ubatuba (SP), em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB) e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) – entidades vinculadas ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) – o UbatubaSat começou as transmissões de telemetria para a Terra. As gravações de áudio já foram recebidas por diversos radioamadores do planeta na frequência de 437.200 MHz.

Segundo o coordenador do projeto e professor de matemática da Escola Municipal Presidente Tancredo de Almeida Neves, Cândido Moura, a primeira informação sobre os sinais do picosatélite foi enviada pelo radioamador norte-americano Drew Glasbrenner, baseado na Flórida. Ele enviou um áudio em que é possível ouvir as mensagens gravadas pelos estudantes e as transmissões em AX 25 com dados de telemetria. O áudio pode ser conferido aqui.

"Além dessa informação, a equipe também recebeu várias notificações de rastreio e recepção de colegas radioamadores pelo mundos, que nos forneceram dados via e-mail com fotos, gráficos, áudio e frames de telemetria", explicou Cândido.

Experimentos
O satélite foi enviado ao espaço levando dois experimentos científicos para serem testados em órbita. Um deles é o gravador com uma mensagem da Escola Tancredo Neves que será transmitida do espaço sideral. O outro é um ensaio do Inpe que vai estudar as bolhas de plasma da atmosfera, fenômeno que compromete a captação de sinais e antenas parabólicas localizadas na linha do Equador.

A captação do rádio em diferentes partes do planeta comprovou o total funcionamento do gravador de voz. A análise dos frames de telemetria, junto ao Inpe, comprovam que os dados da sonda estavam sendo coletados e transmitidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente