9 de ago de 2017

Astrônomo paraibano explica como observar o eclipse solar parcial do dia 21


(Folha Patoense) O pessoense Marcelo Zurita, diretor técnico da Bramon, rede colaborativa de astrônomos profissionais e amadores, disse que o Eclipse solar do próximo dia 21 será um evento único e de grande beleza.

Para os observadores de uma estreita faixa que passa pelos Estados Unidos o eclipse será total, ou seja, a Lua encobrirá totalmente o Sol. Já no Brasil ele será visível de forma parcial e apenas em alguns estados do Norte, Nordeste e Centro -Oeste.

Segundo Zurita a Paraíba será privilegiada, pois poderá assistir a uma das partes mais bonitas do espetáculo que deve ser o eclipse no pôr do Sol. “Por esse motivo a Associação Paraibana de Astronomia está organizando o Concurso Fotográfico Eclipse 21 de Agosto, que será aberto ao público e esperamos receber muitas belas fotos desse eclipse. As fotos poderão ser feitas com câmeras convencionais, superzoom, câmeras de celular ou telescópio, ou seja, há espaço para todo mundo participar”, explicou. O interessado em participar desse concurso de fotografia poderá encontrar maiores informações no http://www.apapb.org/cfe2017/.

Segundo Marcelo Zurita em Patos o eclipse deve iniciar às 16:26 e terá sua máxima às 17:15, quando a Lua deve encobrir 30% do disco solar. O espetáculo termina às 17:29, quando o Sol, ainda eclipsado, se põe no horizonte. “Devemos entretanto ter uma atenção especial para observar o eclipse. Não devemos olhar diretamente para o Sol e jamais apontar pra ele qualquer instrumento óptico que não seja adaptado para essa finalidade. O motivo é muito simples: Isso pode causar danos irreversíveis à visão. O bom é que se proteger corretamente não é complicado. Em qualquer loja de material de construção, é possível encontrar o ‘vidro de soldador numero 14’, que é um excelente filtro para os raios ultravioletas que são tão prejudiciais à nossa visão. Esses filtros custam entre R$ 2,00 e R$ 5,00 e com eles podemos observar olhar para o Sol sem problemas. Evitem qualquer tipo de filtro improvisado como o filme de raio-X. Mesmo deixando a visão confortável eles deixam passar os raios ultravioletas que são extremamente nocivos”, esclareceu o Marcelo Zurita.

Transmissão pela Internet
Marcelo Zurita informou que participará de transmissões ao vivo do eclipse através da internet.

Segundo ele, o fato de que o eclipse ocorre durante uma segunda-feira tem complicado um pouco a mobilização de eventos de observação pública. Até o momento, houve apenas um evento confirmado, que ocorrerá em Taperoá e será coordenado por Felipe Sérvulo, no Açude Manoel Marcionilo a partir das 16h. Serão utilizados telescópios e máscaras apropriadas para a visualização do eclipse e a o evento será totalmente gratuito. Avisaremos caso a Associação Paraibana de Astronomia confirme eventos em outros locais do Estado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente