3 de jul de 2019

Asteroides e objetos similares em julho de 2019

01: Asteroide Apolo 2019 MT em passagem muito próxima da Terra a 0,023 ua.
01: Asteroide Apolo 2015 XC352 em passagem muito próxima da Terra a 0,031 ua.
01: Asteroide 2200 Pasadena em sua máxima proximidade da Terra a 1,326 ua.
01: Asteroide 6701 Warhol em sua máxima proximidade da Terra a 1,462 ua.
01: Asteroide 2068 Dangreen em sua máxima proximidade da Terra a 1,951 ua.
02: Asteroide Apolo 2019 MD1 em passagem muito próxima da Terra a 0,026 ua.
02: Asteroide Apolo 10563 Izhdubar em passagem muito próxima da Terra a 0,785 ua.
02: Asteroide 193 Ambrosia em sua máxima proximidade da Terra a 2,273 ua.
03: Asteroide 73491 Robmatson em sua máxima proximidade da Terra a 1,922 ua.
03: Asteroide 39415 Janeausten em sua máxima proximidade da Terra a 2,122 ua.
03: Asteroide 1776 Kuiper em sua máxima proximidade da Terra a 2,150 ua.
03: Asteroide 2807 Karl Marx em sua máxima proximidade da Terra a 2,260 ua.
04: Asteroide 2281 Biela em passagem muito próxima da Terra a 0,908 ua.
04: Asteroide 4690 Strasbourg em sua máxima proximidade da Terra a 1,036 ua.
04: Asteroide 8120 Kobe em sua máxima proximidade da Terra a 1,196 ua.
04: Asteroide 8749 Beatles em sua máxima proximidade da Terra a 1,649 ua.
04: Asteroide 3061 Cook em sua máxima proximidade da Terra a 1,745 ua.
04: Asteroide 13897 Vesuvius em sua máxima proximidade da Terra a 2,508 ua.
04: Objeto Centauro 330836 Orius em oposição a 16,997 ua.
04: Troiano de Netuno 2008 LC18 em oposição a 31,407 ua.
05: Asteroide 11945 Amsterdam em sua máxima proximidade da Terra a 1,774 ua.
05: Asteroide Apolo 471926 Jormungandr em sua máxima proximidade da Terra a 1,776 ua.
05: Objeto Centauro 10370 Hylonome em oposição a 23,332 ua.
05: Objeto do Cinturão de Kuiper 307261 (2002 MS4) em oposição a 45,615 ua.
06: Asteroide Apolo 10145 (1994 CK1) em passagem muito próxima da Terra a 0,099 ua.
06: Asteroide 9133 d’Arrest em sua máxima proximidade da Terra a 1,504 ua.
06: Asteroide 84566 VIMS em sua máxima proximidade da Terra a 2,174 ua.
07: Asteroide Apolo 2016 NO56 em passagem muito próxima da Terra a 0,009 ua.
07: Asteroide Apolo 2016 OF em passagem muito próxima da Terra a 0,033 ua.
07: Asteroide Aten 2013 ND15 (Troiano de Vênus) em passagem muito próxima da Terra a 0,482 ua.
07: Asteroide 4804 Pasteur em sua máxima proximidade da Terra a 1,664 ua.
08: Asteroide Apolo 85585 Mjolnir em passagem muito próxima da Terra a 0,744 ua.
08: Asteroide Aten 398188 Agni em sua máxima proximidade da Terra a 1,018 ua.
08: Asteroide 2843 Yeti em sua máxima proximidade da Terra a 1,483 ua.
08: Asteroide 96193 Edmonton em sua máxima proximidade da Terra a 1,706 ua.
08: Asteroide 21564 Widmanstatten em sua máxima proximidade da Terra a 2,137 ua.
09: Asteroide Apolo 3200 Phaethon em passagem muito próxima da Terra a 0,810 ua.
09: Asteroide 15402 Suzaku em passagem muito próxima da Terra a 0,966 ua.
09: Asteroide 5899 Jedicke em sua máxima proximidade da Terra a 1,014 ua.
09: Asteroide 7434 Osaka em sua máxima proximidade da Terra a 1,400 ua.
09: Asteroide 13330 Dondavis em sua máxima proximidade da Terra a 1,656 ua.
09: Asteroide 12652 Groningen em sua máxima proximidade da Terra a 1,748 ua.
09: Asteroide 16481 Thames em sua máxima proximidade da Terra a 2,425 ua.
10: Asteroide 371 Bohemia em sua máxima proximidade da Terra a 1,546 ua.
10: Asteroide 8146 Jimbell em sua máxima proximidade da Terra a 2,409 ua.
10: Objeto Centauro 55576 Amycus em oposição a 20,375 ua.
10: Objeto do Cinturão de Kuiper 486958 (2014 MU69) em oposição a 42,199 ua.
10: Objeto do Cinturão de Kuiper 2014 PN70 em oposição a 42,883 ua.
11: Asteroide 2187 La Silla em sua máxima proximidade da Terra a 1,398 ua.
11: Asteroide 2097 Galle em sua máxima proximidade da Terra a 1,667 ua.
11: Asteroide 42776 Casablanca em sua máxima proximidade da Terra a 2,141 ua.
12: Asteroide Amor 2016 NJ33 em passagem muito próxima da Terra a 0,038 ua.
12: Asteroide Apolo 2019 KD3 em passagem muito próxima da Terra a 0,040 ua.
12: Asteroide 3850 Peltier em passagem muito próxima da Terra a 0,944 ua.
12: Asteroide Apolo 4034 Vishnu em sua máxima proximidade da Terra a 1,180 ua.
12: Asteroide 101383 Karloff em sua máxima proximidade da Terra a 1,208 ua.
13: Asteroide 114703 North Dakota em sua máxima proximidade da Terra a 1,708 ua.
13: Objeto do Cinturão de Kuiper 15810 Arawn em oposição a 34,773 ua.
14: Asteroide Aten 2018 BF5 em passagem muito próxima da Terra a 0,098 ua.
15: Asteroide 12561 Howard em sua máxima proximidade da Terra a 2,089 ua.
15: Objeto Centauro 10199 Chariklo em oposição a 15,188 ua.
15: Planeta-anão 134340 Pluto em oposição a 32,823 ua.
16: Asteroide 1103 Sequoia em passagem muito próxima da Terra a 0,815 ua.
17: Asteroide 9965 GNU em sua máxima proximidade da Terra a 1,160 ua.
17: Asteroide 12464 Manhattan em sua máxima proximidade da Terra a 1,415 ua.
17: Asteroide 4749 Ledzepplin em sua máxima proximidade da Terra a 1,955 ua.
17: Asteroide 9537 Nolan em sua máxima proximidade da Terra a 1,988 ua.
17: Asteroide 3325 TARDIS em sua máxima proximidade da Terra a 2,315 ua.
18: Asteroide Apolo 2014 MJ6 em passagem muito próxima da Terra a 0,091 ua.
18: Asteroide 10221 Kubrick em sua máxima proximidade da Terra a 1,519 ua.
18: Asteroide 15000 CCD em sua máxima proximidade da Terra a 1,644 ua.
18: Asteroide 234750 Amymainzer em sua máxima proximidade da Terra a 1,692 ua.
18: Troiano de Netuno 2011 HM102 em oposição a 27,259 ua.
19: Asteroide 13677 Alvin em sua máxima proximidade da Terra a 2,081 ua.
19: Asteroide Amor 5653 Camarillo em sua máxima proximidade da Terra a 2,249 ua.
20: Asteroide Amor 481984 Cernunnos em passagem muito próxima da Terra a 0,947 ua.
20: Asteroide 8553 Bradsmith em passagem muito próxima da Terra a 0,959 ua.
20: Asteroide Apolo 4257 Ubasti em sua máxima proximidade da Terra a 1,539 ua.
20: Asteroide 580 Selene em sua máxima proximidade da Terra a 2,420 ua.
20: Asteroide Amor 887 Alinda em sua máxima proximidade da Terra a 2,768 ua.
21: Asteroide Aten 2016 KO em passagem muito próxima da Terra a 0,095 ua.
21: Plutino 2014 JR80 em oposição a 39,936 ua.
22: Asteroide Apolo 3752 Camillo em sua máxima proximidade da Terra a 1,504 ua.
22: Asteroide 19911 Rigaux em sua máxima proximidade da Terra a 2,272 ua.
22: Asteroide 5738 Billpickering em sua máxima proximidade da Terra a 3,099 ua.
23: Asteroide Amor 18106 Blume em passagem muito próxima da Terra a 0,619 ua.
23: Asteroide Amor 1943 Anteros em sua máxima proximidade da Terra a 1,061 ua.
23: Asteroide 149 Medusa em sua máxima proximidade da Terra a 1,206 ua.
23: Asteroide 1495 Helsinki em sua máxima proximidade da Terra a 1,268 ua.
23: Asteroide 45 Eugenia (2 luas) em sua máxima proximidade da Terraa 1,600 ua.
23: Asteroide 22754 Olympus em sua máxima proximidade da Terra a 1,957 ua.
23: Asteroide 51828 Ilanramon em sua máxima proximidade da Terraa 2,066 ua.
24: Asteroide Apolo 2015 HM10 em passagem muito próxima da Terra a 0,031 ua.
24: Asteroide 3130 Hillary em sua máxima proximidade da Terra a 1,136 ua.
24: Asteroide 4255 Spacewatch em sua máxima proximidade da Terra a 2,510 ua.
25: Asteroide 24663 Philae em sua máxima proximidade da Terra a 1,114 ua.
25: Asteroide Apolo 4341 Poseidon em sua máxima proximidade da Terra a 1,552 ua.
25: Asteroide 1958 Chandra em sua máxima proximidade da Terra a 1,588 ua.
26: Asteroide Atira 2018 JB3 em passagem muito próxima da Terra a 0,434 ua.
26: Asteroide 341 California em passagem muito próxima da Terra a 0,791 ua.
26: Asteroide 9963 Sandage em passagem muito próxima da Terra a 0,923 ua.
26: Asteroide 1777 Gehrels em sua máxima proximidade da Terra a 1,657 ua.
27: Asteroide 2675 Tolkien em sua máxima proximidade da Terra a 1,095 ua.
27: Asteroide 2700 Baikonur em sua máxima proximidade da Terra a 1,992 ua.
28: Asteroide 12397 Peterbrown em sua máxima proximidade da Terra a 2,404 ua.
29: Asteroide Apolo 5011 Ptah em sua máxima proximidade da Terra a 1,799 ua.
29: Troiano de Júpiter 5254 Ulysses em oposição a 4,443 ua.
29: Plutino 2017 OF69 em oposição a 42,626 ua.
30: Asteroide 27363 Alvanclark em sua máxima proximidade da Terra a 1,629 ua.
30: Asteroide 378214 Sauron em sua máxima proximidade da Terra a 1,946 ua.
31: Asteroide 1430 Somalia em sua máxima proximidade da Terra a 1,047 ua.
31: Asteroide 16260 Sputnik em sua máxima proximidade da Terra a 1,135 ua.
31: Asteroide 248750 Asteroideday em sua máxima proximidade da Terra a 1,566 ua.
31: Asteroide Apolo 2135 Aristaeus em sua máxima proximidade da Terra a 1,751 ua.
31: Asteroide 418532 Saruman em sua máxima proximidade da Terra a 1,772 ua.
31: Asteroide 9860 Archaeopteryx em sua máxima proximidade da Terra a 1,923 ua.
31: Asteroide 16626 Thumper em sua máxima proximidade da Terra a 1,964 ua.
31: Asteroide 10377 Kilimanjaro em sua máxima proximidade da Terra a 2,037 ua.

Cometas observáveis em Julho/19

01: Cometa P/1999 RO28 (LONEOS) no periélio a 1,123 ua.
01: Cometa 84P/Giclas em oposição a 2,181 ua.
03: Cometa C/2019 J1 (Lemmon) em sua máxima proximidade da Terra a 1,677 ua.
03: Cometa 350P/McNaught em sua máxima proximidade da Terra a 2,968 ua.
03: Cometa C/2017 K5 (PANSTARRS) em oposição a 6,945 ua.
04: Cometa 160P/LINEAR em oposição a 1,268 ua.
05: Cometa P/2012 K3 (Gibbs) em oposição a 1,108 ua.
05: Cometa 350P/McNaught em oposição a 2,969 ua.
06: Cometa 31P/Schwassmann-Wachmann no periélio a 3,425 ua.
07: Cometa 254P/McNaught em sua máxima proximidade da Terra a 2,977 ua.
07: Cometa P/2013 O2 (PANSTARRS) em oposição a 3,519 ua.
07: Cometa 24P/Schaumasse em oposição a 4,028 ua.
07: Cometa C/2017 K5 (PANSTARRS) em sua máxima proximidade da Terra a 6,943 ua.
08: Cometa C/2018 X2 (Fitzsimmons) no periélio a 2,126 ua.
10: Cometa 209P/LINEAR em sua máxima proximidade da Terra 0,668 ua.
10: Cometa P/2012 K3 (Gibbs) em sua máxima proximidade da Terra a 1,105 ua.
10: Cometa C/2019 L2 (NEOWISE) em sua máxima proximidade da Terra a 1,271 ua.
10: Cometa 313P/Gibbs em oposição a 1,783 ua.
12: Cometa 143P/Kowal-Mrkos em sua máxima proximidade da Terra a 2,700 ua.
13: Cometa 68P/Klemola em sua máxima proximidade da Terra a 1,246 ua.
13: Cometa P/2006 W1 (Gibbs) em oposição a 2,153 ua.
13: Cometa 210P/Christensen em oposição a 2,372 ua.
13: Cometa C/2018 F1 (Grauer) em sua máxima proximidade da Terra a 2,946 ua.
13: Cometa P/2012 TK8 (Tenagra) em oposição a 3,552 ua.
13: Cometa 227P/Catalina-LINEAR em oposição a 3,750 ua.
14: Cometa C/2019 J2 (Palomar) em sua máxima proximidade da Terra a 1,752 ua.
14: Cometa P/2002 S7 (SOHO) em oposição a 2,218 ua.
14: Cometa 178P/Hug-Bell em oposição a 2,301 ua.
14: Cometa C/2018 A6 (Gibbs) no periélio a 3,018 ua.
16: Cometa P/2012 SB6 (Lemmon) em oposição a 2,201 ua.
18: Cometa 313P/Gibbs em sua máxima proximidade da Terra a 1,775 ua.
18: Cometa 187P/LINEAR em sua máxima proximidade da Terra a 3,108 ua.
19: Cometa C/2019 J2 (Palomar) no periélio a 1,723 ua.
20: Cometa C/2019 J1 (Lemmon) em oposição a 1,713 ua.
20: Cometa 84P/Giclas em sua máxima proximidade da Terra a 2,134 ua.
21: Cometa P/2008 Y12 (SOHO) em oposição a 0,852 ua.
21: Cometa C/2019 L1 (PANSTARRS) em oposição a 1,891 ua.
21: Cometa P/2010 H2 (Vales) em sua máxima proximidade da Terra a 2,987 ua.
22: Cometa C/2019 L2 (NEOWISE) em oposição a 1,332 ua.
22: Cometa 187P/LINEAR em oposição a 3,110 ua.
23: Cometa C/2019 L1 (PANSTARRS) em sua máxima proximidade da Terra a 1,890 ua.
23: Cometa 215P/NEAT em oposição a 2,634 ua.
23: Cometa P/2009 Q4 (Boattini) em oposição a 3,067 ua.
23: Cometa 365P/PANSTARRS em oposição a 3,086 ua.
24: Cometa P/2006 S1 (Christensen) em sua máxima proximidade da Terra a 0,890 ua.
24: Cometa P/2007 T4 (Gibbs) no periélio a 2,005 ua.
24: Cometa 277P/LINEAR em oposição a 3,092 ua.
24: Cometa 263P/Gibbs em oposição a 3,472 ua.
24: Cometa 182P/LONEOS em oposição a 3,887 ua.
25: Cometa 215P/NEAT em sua máxima proximidade da Terra a 2,634 ua.
26: Cometa C/2019 A9 (PANSTARRS) no periélio a 1,426 ua.
26: Cometa 143P/Kowal-Mrkos em oposição a 2,727 ua.
27: Cometa P/2010 H2 (Vales) em oposição a 2,993 ua.
29: Cometa 160P/LINEAR em sua máxima proximidade da Terra a 1,205 ua.
29: Cometa 200P/Larsen no periélio a 3,297 ua.
29: Cometa 211P/Hill em oposição a 3,743 ua.
30: Cometa 178P/Hug-Bell em sua máxima proximidade da Terra a 2,263 ua.
31: Cometa P/2012 SB6 (Lemmon) em sua máxima proximidade da Terra a 2,173 ua.
31: Cometa 75D/Kohoutek em oposição a 3,211 ua.

1 de jul de 2019

ECLIPSE DO SOL - SOLAR ECLIPSE - ASSISTA AO VIVO - SOLAR ECLIPSE LIVE

PREVISÃO DE INÍCIO: ENTRE 16:30 E 17:30 (dependerá do fuso horário da sua localidade)

TRANSMISSÕES PROGRAMADAS

Notícias Astronômicas:


Space Videos:


T13:


Ahora Noticias Mega:


Canal do Pava:


Galeria do Meteorito:


Mistérios do espaço:


Telescópio Caseiro:


Space Today:


-------
ESO – Observatório de La Silla:
https://www.eso.org/public/live/

European Southern Observatory (ESO) Live Stream


Exploratorium:
https://www.exploratorium.edu/video/total-solar-eclipse-2019-live-coverage


NASA TV:


Time and Date:


Sky-Live TV (Observatorio Interamericano de Cerro Tololo (Chile) - 1


Sky-Live TV (Observatorio Interamericano de Cerro Tololo (Chile) – 2


Slooh:
https://live.slooh.com/

Space & Universe


Space.com (notícia – em inglês):
https://www.space.com/total-solar-eclipse-2019-webcasts.html


Todas as transmissões programadas acima terão origem na zona de totalidade.

Sabe de mais alguma transmissão? Informe!

Alguém transmitirá o eclipse (parcial) do Brasil? Informe!

Mensageiro Sideral - O Céu de Julho/2019: Eclipses solar e lunar, com um show à parte de Saturno

O céu do mês - Hemisférios Norte e Sul - Julho de 2019



29 de jun de 2019

Observação do eclipse parcial do Sol em Bauru/SP


2 de julho é dia de Eclipse do Sol

O Observatório de Astronomia da Unesp convida a população a observá-lo!

O Observatório de Astronomia da Unesp convida a população para observar o eclipse solar parcial no estacionamento do mercado Atacadão de Bauru a partir das 16:30 desta terça-feira, 2 de julho. Um eclipse solar ocorre quando a Lua, em sua fase Nova, entra na frente do Sol, em relação a um observador na superfície do planeta Terra. No dia 2 de julho ela começará a tapar o Sol às 16 h 59 min 43.3 s e, aos poucos, a Lua vai obscurecendo cada vez mais o Sol, até ele se pôr no horizonte Oeste às 17:44. No Brasil, este eclipse será parcial, mas em alguns territórios da Argentina e do Chile este eclipse será total, ou seja, para aqueles observadores, o Sol ficará totalmente eclipsado pela Lua.

O Observatório disponibilizará um telescópio especialmente projetado para observações do Sol a partir das 16:30 no estacionamento do mercado Atacadão de Bauru. Ao anoitecer, outros telescópios serão apontados para Júpiter, o maior planeta do Sistema Solar, que esteve mais próximo da Terra há uns 15 dias. As atividades serão realizadas até às 21:30 e também celebrarão o internacionalmente reconhecido Dia do Asteroide (Asteroid Day). Este evento do Observatório está registrado no site internacional do Asteroid Day, junto com centenas de eventos de outros países, e pode ser conferido em: asteroidday.org

O evento é gratuito, não é necessário agendamento e as observações dependem das condições atmosféricas. Aguardamos você lá!

28 de jun de 2019

Asteroid Day 2019 – Baixe grátis a nova edição do livro “Tem um ET no seu quintal?”



No dia 30 de junho de 1908 um asteroide entrou na atmosfera terrestre e explodiu sobre o céu de Tunguska, na Sibéria, liberando energia equivalente a 10-15 megatons de TNT. A queda do objeto celeste devastou uma área de 2 mil quilômetros quadrados de floresta e provocou danos à fauna e flora local.

Desde 2015, na mesma data em que ocorreu o evento de Tunguska (30 de junho), que é o maior impacto asteroidal da Terra na história recente, comemora-se o Dia do Asteroide. A data é reconhecida pela Assembleia Geral das Nações Unidas e nesse dia o mundo todo prepara eventos que explicam as ameaças que esses objetos espaciais podem gerar e o que pode ser feito para impedir novos impactos.

Para comemorar o Dia do Asteroide neste ano de 2019, foi publicada a terceira edição do livro “Tem um ET no seu quintal?”, voltado para leigos e com foco no público Infanto-juvenil. A versão digital (em PDF) pode ser baixada gratuitamente, basta acessar o site https://temumetnoseuquintal.weebly.com/ . O livro também está disponível na versão impressa e para Kindle para compra.

Sobre o livro: Os meteoritos podem cair na Terra a qualquer momento e em qualquer lugar, até mesmo no seu quintal! Eles são os objetos mais antigos que alguém pode tocar, sendo alguns tão antigos quanto o nosso Sistema Solar, que tem cerca de 4,6 bilhões de anos! Essas rochas espaciais são muito importantes para a ciência, pois podem trazer preciosas informações sobre a formação do nosso e dos outros planetas. Mas infelizmente poucas pessoas sabem disso. É por isso que o livro Tem um ET no seu quintal? foi escrito, com o intuito de contribuir para a divulgação dos meteoritos no Brasil, buscando despertar o interesse de crianças e jovens por este tema e também pela astronomia e ciências afins, o que ainda é algo pouco divulgado no país. Com uma linguagem simples e de forma didática, o livro explica o que são os meteoritos, de onde eles vêm, quais são os principais tipos que existem, como esses verdadeiros extraterrestres podem ser identificados e porque são tão importantes para a ciência. A terceira edição do livro foi publicada em comemoração ao Asteroid Day 2019, uma data internacional estabelecida pela Assembleia Geral das Nações Unidas para alertar a comunidade sobre a ameaça de um impacto catastrófico por um asteroide.

Moção da Congregação do IAG/USP em defesa da Educação, Ciência e Tecnologia

Moção da Congregação do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo em defesa da Educação, Ciência e Tecnologia

(IAG/USP) O Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG), incorporado à Universidade de São Paulo desde 1946, tem importante papel na produção científica e intelectual nacional. O instituto acolhe mais de 300 alunos de graduação e aproximadamente 200 alunos de pós-graduação. Além de formar profissionais altamente qualificados, é responsável por inúmeros serviços prestados à comunidade com trabalhos de extensão universitária e divulgação científica.

Em consequência da sua excelente avaliação nos programas de pós-graduação (com notas 6 e 7), os recentes cortes anunciados pelo Governo Federal afetarão indiretamente o Instituto. No entanto, ao atingirem toda a rede de produção científica do país, não há como o efeito não ser percebido em toda a comunidade científica. Por isso, com esses cortes, não somente o IAG será afetado, bem como toda a pós-graduação brasileira que sofrerá com a falta de financiamentos.

Tendo em vista que as universidades públicas são responsáveis por mais de 95% da produção científica nacional [MOURA, Mariluce. Desmente Bolsonaro: Mais de 95% da produção científica do país vem de Universidades públicas. FAPESP na Mídia, São Paulo, 13 abr. 2019. Acesso em: 03 jun. 2019], isso significaria um retrocesso sem precedentes para a educação, ciência e pesquisa brasileiras. Entendemos que o financiamento em ciência e educação é estratégico para o desenvolvimento econômico e social do país, devendo ser prioridade dos ministérios responsáveis.

Por isso vimos, por meio desta moção, manifestar indignação com os cortes em investimentos em educação, ciência e tecnologia, expressando nossa preocupação com as sequelas ocasionadas pelas políticas atuais adotadas em relação à ciência brasileira.

Moção aprovada pela Congregação do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo em sua 291ª sessão ordinária de 19 de junho de 2019.

http://www.iag.usp.br/noticia/mocao-congregacao-defesa-ciencia

26 de jun de 2019

Asteroid Day 2019 acontecerá em 30 de junho — e você pode participar



(Canaltech) O Asteroid Day acontece anualmente para levantar debates sobre asteroides, sua exploração, e seu potencial risco à humanidade caso algum desses objetos acabe se chocando contra nosso planeta. A edição deste ano será celebrada no próximo domingo (30), com participação de diversas organizações espaciais de todo o mundo.

O evento principal da data será transmitido ao vivo durante 48 horas diretamente da cidade de Luxemburgo no YouTube do evento, coordenando sua programação com outros eventos na Europa, principalmente — e a agência espacial europeia ESA estará presente.