13 de nov de 2015

"Olhai pro céu" promove a divulgação da Astronomia em Vassouras

(ON) Mais uma etapa do projeto "Olhai Pro Céu" foi concluída nesta quarta-feira, dia 11 de novembro, desta vez na cidade de Vassouras. As atividades fizeram parte da comemoração dos 100 anos do Observatório Magnético de Vassouras.

O projeto, fruto de uma parceria entre o Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) e o Observatório Nacional (ON), ofereceu atividades de divulgação da Astronomia para a comunidade vassourense entre os dias 9 e 11 deste mês.

Em todos os dias, telescópios para observação do Sol e noturna foram montados na praça Barão de Campo Belo e o planetário inflável do MAST foi instalado na Câmara Municipal de Vassouras.

No dia 10, duas oficinas para professores foram realizadas pela manhã e à tarde no Instituto de Educação Thiago Costa. As oficinas do projeto têm como objetivo oferecer maneiras práticas com as quais os professores possam ensinar princípios básicos de Astronomia que acabam, muitas vezes, se tornando abstratas demais para os alunos.

No total, 20 professores participaram das atividades e aprenderam como demonstrar, de forma prática, as diferentes distâncias entre o Sol e os planetas, usando papéis compridos e regra de três, como construir um Sistema Solar em escala com bolas de isopor e como explicar as estações do ano e as fases da Lua, utilizando duas esferas e uma lâmpada.

A professora Gabriela Saião, que trabalha na Secretaria de Educação de Vassouras, ressaltou a importância da prática no ensino de conceitos astronômicos. "A coisa fica muito na teoria. Quando você mostra para o aluno na prática ele sai com outro olhar."

A astrônoma do ON Josina Nascimento, que coordenou as oficinas, comentou o trabalho: "a nossa ideia é atuar com professores porque um professor vai ensinar 30 alunos em uma turma, 20 em outra e vai ser um vetor muito mais rápido do que se trabalhássemos com os estudantes". E acrescentou: "a Astronomia ajuda o aluno a aprender Matemática, Física, os fenômenos que a gente vive diariamente. Eu acho que a resposta dos alunos é muito boa."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente