17 de dez de 2015

IFSC marca presença na XIII Jornada Espacial da Agência Espacial Brasileira


(IFSC) Lucas Camargo da Silva, estudante da 6ª fase do curso técnico em Eletrônica do Câmpus Florianópolis, participou entre 30 de novembro a 4 de dezembro da XIII Jornada Espacial promovida pela Agência Espacial Brasileira (AEB). O professor de Física Marcos Neves, coordenador da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica no Câmpus Florianópolis, também participou do evento, em São Paulo.

A Jornada Espacial faz parte do programa AEB-escola que atua nas escolas de ensino fundamental e médio de todo o país, cujo principal objetivo é despertar nos alunos o interesse pelas ciências e tecnologias espaciais, bem como identificar talentos e incentivar a vocação de futuros pesquisadores para o Programa Nacional de Atividades Espaciais do Brasil.

Lucas Camargo da Silva foi selecionado devido ao excelente desempenho que obteve na XVIII Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) realizada em maio deste ano. O professor Marcos Neves participou de uma programação paralela destinada aos professores acompanhantes dos alunos e responsáveis pela organização da OBA nas escolas. Lucas contou, para participar do evento, com os recursos financeiros do edital de participação em eventos do IFSC.

A maioria das atividades prevista na programação foram realizadas nas dependências do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) e no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) em São José dos Campos/SP. Duas visitas técnicas foram realizadas durante a XIII Jornada Espacial; a primeira ao Laboratório de Integração e Testes (LIT) do INPE, onde são realizados todos os testes finais dos Satélites brasileiros antes de embarcarem nos Veículos Lançadores de Satélites (VLS). A segunda visita foi realizada no Memorial Aeroespacial Brasileiro (MAB) no ITA.

A programação abordou temas como veículos suborbitais e lançadores de satélites; Sistema de Posicionamento Global - GPS; sensoriamento remoto através de imagens de satélites; satélites de comunicação em órbitas geoestacionárias e clima espacial, que trata do monitoramento das atividades solares e suas consequências nos sistemas eletrônicos dos satélites.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente