1 de dez de 2015

LNA divulga resultado do concurso de astronomia para estudantes

Jovens de todo o país apresentaram 547 propostas. Estudantes de São Paulo venceram com a escolha de galáxias para observação pelo Telescópio SOAR, no Chile.


(LNA/MCTI) O Laboratório Nacional de Astrofísica (LNA/MCTI) divulgou nesta quinta-feira (26) o resultado do concurso de astronomia para estudantes. Indicando um objeto astronômico para ser observado e fotografado pelo Telescópio SOAR, no Chile, jovens de todo o país apresentaram 547 propostas, sendo 262 de estudantes do Ensino Fundamental e 285 do Ensino Médio. O concurso é organizado pelo LNA em parceria com a Olimpíada Brasileira de Astromomia (OBA).

As estudantes de São Paulo Camila Naomi Kunitake, de 17 anos, e Yasmim Tami Paulino Shimomichi, de 16 anos, venceram na categoria Ensino Médio com a escolha da Galáxia NGC 1187, e vão visitar as instalações do Telescópio SOAR, no Chile.

Outra galáxia, a NGC 4027, foi indicada pelos estudantes Breno Casemiro Lorena Rios dos Santos e Giovanna Ramon Luiz Neto, de 14 anos, de Taubaté (SP). Eles venceram na categoria Ensino Fundamental com a indicação de uma galáxia identificada pelo astrônomo americano Halton Arp. Com o primeiro lugar no concurso, eles vão conhecer as instalações do LNA em Itajubá, Minas Gerais, incluindo o Observatório Pico dos Dias.

Breno e Giovanna receberam o apoio do professor de Geografia Felipe dos Santos na escolha e apresentação do objeto astronômico. Felipe conta que a escolha da galáxia de Arp não foi fácil. "Na verdade, foi um grande trabalho de garimpagem, porque há inúmeros objetos que podem ser observados, mas foi muito importante para inspirar e despertar o interesse dos alunos pela ciência", conta o professor.

O envolvimento dos professores é um dos grandes méritos do concurso de astronomia para estudantes do LNA. Segundo o astrônomo Luciano Fraga, o concurso cresce a cada ano. Em 2015, foram cem inscrições a mais em relação ao ano passado. "Isso revela o interesse, sobretudo, dos professores em motivar os alunos no aprendizado da ciência", comemora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente