11 de jan de 2016

Universo, Evolução e Sobrevivência


(Nelson Alberto Soares Travnik - Sky and Observers) Há mais de dois mil anos o homem acreditou ser a Terra o centro do universo. Todos os corpos celestes giravam ao seu redor. Tudo fora criado para ele. Com Aristarco de Samos (310 -230 a.C.) e mais tarde com Nicolau Copérnico (1473-1543), ficou demonstrado que a Terra e os outros planetas giravam ao redor do Sol e que o movimento das estrelas à noite era aparente, causado pela rotação da Terra. Ao deslocar a Terra do centro do sistema solar e do universo, era desferido o primeiro grande golpe na vaidade humana. O seguinte viria com Galileu Galilei (1564-1542) ao apontar pela primeira vez em 1609, uma luneta para o céu. Além de comprovar o heliocentrismo de Copérnico, realizou descobertas notáveis, mas que iam de encontro as concepções dos doutores da Igreja. Para eles, destronar a Terra do centro do universo, da criação, era inadmissível, uma heresia. Ciente do risco que corria e não querendo virar churrasco a exemplo de Giordano Bruno (1550-1600), optou por se retratar perante o Tribunal da Santa Inquisição reunido no Convento de Santa Maria Sopra Minerva em 22/06/1633. Dizem que ao se retirar do Tribunal teria dito baixinho: Epur si muove! No entanto [a Terra] se move!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente