2 de fev de 2016

Além de Plutão: relembre alguns planetas que viraram alarmes falsos


(UOL) Não é novidade a ciência moderna anunciar um suposto novo planeta - na semana passada, foi até menos do que isso: estudo divulgado pelos cientistas Mike Brown e Konstantin Batygin, do Instituto de Tecnologia da Califórnia, aponta apenas "fortes evidências" de um nono inquilino dentro do nosso Sistema Solar. Há bastante tempo, outros supostos corpos celestes de grande massa já foram achados e até nomeados, e, depois, rebaixados ou sua existência foi descartada.

O que é um planeta?
Antes de tudo, é preciso definir o que é um planeta. Aí é que está o grande problema: o que é um planeta para um astrônomo pode não ser para outro. Foi isso o que ocorreu quando Plutão foi rebaixado para planeta-anão, em 2006, e uma nova classificação foi feita pela IAU (União Astronômica Internacional, na tradução em português). O que um planeta precisa agora para ser classificado como tal é o seguinte:

- orbitar ao redor do Sol
- ter massa suficiente para que sua auto-gravidade crie um formato esférico
- ter força suficiente para limpar a vizinhança ao longo de sua órbita

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente