9 de dez de 2016

Primeiro americano a orbitar a Terra, John Gleen morre aos 95 anos

Também ex-senador democrata e herói de guerra, ele se tornou ícone nacional



(O Globo) O ex-astronauta John Glenn, o primeiro americano a orbitar a Terra, morreu na tarde desta quinta-feira, aos 95 anos. Ele estava internado há mais de uma semana num hospital em Columbus, no estado de Ohio, e morreu ao lado dos filhos e da mulher, de 73 anos. Ele deverá ser enterrado no cemitério nacional de Arlington, na Virginia.

O americano ficou muito conhecido por circular a Terra em 1962 a bordo da cápsula espacial chamada de Friendship 7. Glenn se tornou um herói nacional, trazendo certo orgulho ao povo americano após Yuri Gagarin e Gherman Titov terem colocado a Rússia à frente dos EUA na corrida espacial — sendo os primeiros a viajar pela órbita do nosso planeta.

Vendo a Terra de uma distância de mais de 160 quilômetros, ele brincou: "Oh, esse ponto de vista é tremendo!". Após o feito, o então astronauta foi recebido, de volta à Terra, com um desfile em Nova York e ganhou um prêmio das mãos do presidente John Kennedy.

E, em 1998, portanto 36 anos depois do seu voo histórico, ele se tornou o homem mais velho a viajar ao espaço, aos 77 anos.

HERÓI DE GUERRA E EX-SENADOR
Antes de entrar para a Nasa, Glenn foi piloto de combate na Segunda Guerra Mundial e serviu na Guerra da Coreia. Ele se juntou à Mercury 7, primeira turma de astronautas dos Estados Unidos, depois de bater o recorde de velocidade num voo transcontinental como piloto de testes.

Glenn também era ex-senador democrata, cargo que ocupou por 25 anos.

Ele nasceu em Cambridge, no estado americano de Ohio, em julho de 1921. Filho único de um encanador e uma professora, Glenn frequentou uma escola de ensino médio local que hoje carrega o seu nome. Estudou engenharia na universidade e aprendeu a pilotar aviões pouco antes de os EUA entrarem na Segunda Guerra Mundial, em 1941.
----
E mais:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente