7 de jun de 2017

Inpe leva ciência e tecnologia para a sala de aula em São José

Sistema terrestre, meteorologia, energia renovável, observação da terra e clima espacial serão os temas explorados no projeto


(O Vale) Em ação inédita, alunos dos cinco primeiros anos da rede municipal de São José dos Campos terão contato com pesquisas desenvolvidas pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), por meio de atividades em sala de aula.

Com o objetivo de aproximar alunos de 7 a 10 anos de conhecimentos científicos, a nova metodologia será utilizada como material de apoio à matéria curricular pelos professores, que utilizarão cinco animações, uma para cada ano, relacionadas às áreas de atuação do Inpe.

O projeto de popularização da ciência, voltado a crianças, será lançado na manhã desta quinta-feira no Centro de Formação do Educador. O evento terá um workshop de especialistas do Inpe, que apresentarão aos professores da rede municipal as animações e o caderno de orientação didática.

"Em breve, educadores de todo o Brasil poderão acessar o material, que estará disponível na internet, e trabalhar na sala de aula alguns conceitos de meteorologia, ciência do sistema terrestre, clima espacial, energias renováveis, observação da Terra e satélites com uma linguagem adequada para crianças", disse Maria Virgínia Alves, chefe de gabinete do instituto.

Além da exibição das animações, haverá palestras dos pesquisadores do Inpe que participaram da elaboração do conteúdo do material e da orientação quanto aos conceitos abordados.

"É um trabalho para que as crianças desenvolvam um conhecimento mais avançado e cheguem prontas nas próximas etapas estudantis. Tirar eles do senso comum e aproximar do conhecimento cientifico. Trabalhar na perspectiva de investigação que as crianças precisam construir, os conceitos por trás da imaginação". disse Françoise Fernandes, coordenadora pedagógica dos primeiros anos da Secretaria de Educação e Cidadania.

A iniciativa, pioneira nessa faixa etária, é resultado do projeto 'Viva o Sol', desenvolvido conjuntamente pelo Inpe e a prefeitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente